Foto: Comus
Foto: Comus

Mulheres recebem coletores menstruais gratuitos em Outeiro; confira

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria da Mulher de Belém (Combel), da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) e do projeto “Dona do Meu Fluxo”, realizou uma ação de combate à pobreza menstrual. A programação ocorreu na manhã desta terça-feira, 16, na Casa de Assistência Francisco Cândido Xavier, no bairro Brasília, em Outeiro.

O objetivo da ação é trazer dignidade menstrual para as mulheres em situação de vulnerabilidade social e debater sobre as questões que cercam o corpo feminino. A atividade contou com a distribuição de coletores menstruais e uma roda de conversa sobre dignidade menstrual. 

CONTINUE LENDO...

Alternativa

O coletor é uma alternativa de uso no período menstrual, que proporciona benefícios à saúde física da mulher e também traz economia financeira. 

A psicóloga da Combel, Jenni Veloso, ressalta que a parceria entre os órgãos é de extrema importância em prol da vida das mulheres e que ações como essa trazem grande impacto para toda a comunidade.

“A Combel, a partir do programa É das Manas, pelo eixo saúde, tem como propósito levar ações como essa para as comunidades, para que mulheres tenham informação e acesso a direitos básicos, como a questão da dignidade menstrual, um assunto de grande relevância na vida de todas nós, mulheres”, explicou Jenni Veloso. 

A ação desta terça-feira é resultado do contato da assistente social Odineia Noronha com a Combel, para a busca de projetos e ações que poderiam ser realizadas na Casa de Assistência Francisco Cândido Xavier.

A Casa assiste mais de 80 famílias do bairro Brasília, por meio do projeto Cantinho Francisco de Assis, e funciona como uma rede de apoio no contraturno escolar das crianças dessas mulheres.

Parceria

“Essa parceria com a Prefeitura é de grande importância, pois traz políticas públicas para as mães dessas crianças, que, muitas vezes, não possuem esses acessos. A gente busca, para além dessa ação, futuramente, ações de capacitação e cursos para autonomia financeira dessas mulheres”, relata a assistente social. 

De acordo com a coordenadora da Referência Técnica em Saúde da Mulher da Sesma, Aline Gobbo, essa é a segunda ação, semelhante, realizada pela Prefeitura de Belém. A primeira ocorreu no Quilombo de Sucurijuquara, em Mosqueiro, no ano de 2021.

Após a entrega dos coletores, a Sesma e o projeto “Meu Fluxo” fazem o acompanhamento de cada mulher que recebeu o coletor, para saber da adesão e adaptação do produto.

“Para nós, da Secretaria, essa é uma bandeira de grande importância, pois a pauta de dignidade menstrual é muito presente, uma vez que é uma doação e também é ensinado como fazer o uso, além de promover um debate entre as mulheres a respeito do seu próprio corpo”, destaca Aline Gobbo.

Ações que trazem impacto na vida das mulheres

A palestrante da roda de conversa, Mariana Madureira, conta que o projeto “Dona do Meu Fluxo” existe desde 2017 e que já impactou a vida de mais de 4.500 mulheres pelo país todo. Trata-se de um projeto sem fins lucrativos construído por várias voluntárias e recursos de fontes diversas, principalmente das empresas fundadoras Korui e Raízes.

De acordo com Mariana Madureira, em Belém, a primeira ação foi realizada na época da pandemia. “Então, a oficina sobre como utilizar o coletor foi feita on-line, mas, agora, depois de um tempo, finalmente estamos realizando ela presencialmente, e fico muito feliz com a receptividade de cada mulher que participou hoje, aqui em Outeiro”, disse a palestrante Mariana. 

Oportunidade de conhecer o próprio corpo

Para a autônoma Ana Karolina Santos, a entrega do coletor menstrual é uma grande oportunidade de mudança e conhecimento sobre o seu corpo e seu ciclo. Ela conta que muitas das mulheres não possuem esse acesso devido às condições financeiras, mas que, com essa ação, as mulheres daquela comunidade terão uma nova experiência e, se aderirem ao coletor, uma grande economia financeira.

“Nós, mulheres do bairro, ficamos muito felizes com essa ação, que trouxe muitos conhecimentos sobre o nosso corpo e apresentou para todas nós uma nova forma de uso e a troca do absorvente durante o nosso período”, relata Ana Karolina. 

A Prefeitura de Belém, a partir do Programa É das Manas, tem o compromisso de promover parcerias e políticas públicas em prol da vida das mulheres, levando dignidade e direitos para todas. 

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }