Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará
Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

Pará lidera geração de empregos com mais de 38 mil postos de trabalho formais

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O balanço da trajetória de crescimento do emprego formal entre os estados da Região Norte aponta a geração, só em agosto deste ano, de mais de 7 mil postos de trabalho com carteira assinada no Pará. O resultado consta do estudo produzido pelo Observatório do Trabalho, fruto da parceria do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) e a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster).

Os dados apontam que, no somatório dos oito primeiros meses deste ano (janeiro-agosto/2022) foram gerados mais de 38 mil vagas, o que mantém o Pará como líder no ranking de empregabilidade entre os estados do Norte. No acumulado dos 12 meses, são aproximadamente 50 mil novos empregos.

CONTINUE LENDO...

“O Pará segue firme na geração de empregos com carteira assinada. No mês de agosto, o Estado registrou a geração de mais de 7 mil postos de trabalho com carteira assinada, portanto a 11ª unidade da Federação que mais gerou postos de trabalho neste período. A geração de empregos formais no Pará também é positiva em todos os macro setores econômicos, com destaque para o serviço, construção civil, comércio, indústria e agropecuária”, pontua o supervisor do Dieese, Everson Costa.

Reforço – A ampliação de estradas, reformas em escolas, prédios de atendimento, obras e serviços de infraestrutura dos últimos meses reforçaram o processo de retomada econômica no contexto pós-pandemia, além da movimentação financeira, por meio de linhas de crédito e programas de transferência de renda.

Gilton Caminha foi contratado recentemente por uma empresa prestadora de serviços, e atualmente cumpre a função de técnico de T.I. (Tecnologia da Informação). Ele conta que enfrentava dificuldades no trabalho informal, por isso a oportunidade veio na hora certa. “Eu trabalhava como motorista de aplicativo em 2021, e com a faculdade ficou um pouco complicado conciliar, mesmo com a flexibilidade dos aplicativos. E aí eu procurei agregar a minha graduação a algum trabalho. Foi quando surgiu a oportunidade de atuar na área de administração e tecnologia de uma empresa. Eu pude atuar na parte de Tecnologia da Informação, criando software, e ao mesmo tempo no gerenciamento interno, o que ajudou a dar rapidez nas demandas”, destaca.

Segundo o titular da Seaster, Inocencio Gasparim, “mesmo em meio à crise sanitária e a todos os aspectos que envolveram a pandemia, o Estado investiu em políticas públicas que garantissem a manutenção da economia, a segurança e a saúde da população. Neste processo de retomada também investimos em qualificação profissional, com um pacote de aproximadamente R$ 60 milhões em cursos de qualificação por todo o Estado, o que tem gerado novas oportunidades a jovens e adultos, e consequentemente aumentado as possibilidades de empregabilidade e abertura de novos negócios”.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }