Foto: reprodução redes sociais
Foto: reprodução redes sociais

Paraense é nomeado uma das 100 lideranças climáticas mais influentes do mundo pela Time

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O executivo paraense Marcelo De Oliveira, 43 anos, que é vice-presidente de Ciência de Materiais e Geologia da empresa Brimstone, foi nomeado uma das 100 lideranças climáticas mais influentes do mundo de acordo com a revista Time, uma das publicações mais prestigiadas do mundo. Na lista, divulgada nesta quinta-feira, aparecem nomes como o do bilionário Bill Gates, o cineasta James Cameron, a cantora Billie Eilish e a banda Coldplay. Além de Marina Silva, ministra do Meio Ambiente.

A Time classificou Marcelo de Oliveira como agente fundamental no desenvolvimento do cimento carbono negativo, produto que se tornou o primeiro material desse tipo a ter certificação de terceiros (quando o produto é classificado como seguro por alguma organização independente).

CONTINUE LENDO...

Marcelo é natural do município de Oriximiná, oeste do Pará, e sempre estudou em escola pública. Aos 10 anos de idade se mudou para Belém, onde fez graduação, mestrado e doutorado na Universidade Federal do Pará (UFPA). O executivo é formado em Geologia, fez especialização em petrologia e geoquímica através de mestrado e doutorado com foco em modelagem geoquímica e petrologia experimental (alto T e alto P).

Em 2015, se mudou para os Estados Unidos e ali começou a trabalhar aplicando ainda mais minhas habilidades para ajudar a criar, desenvolver e estabelecer novas tecnologias limpas.

Depois de terminar o doutorado, Marcelo fez pós-doutorado no Institut des Sciences de la Terre d’Orléans, na França, onde trabalhou em experimentos de cristalização de líquidos crustais/mantélicos. Mais tarde em 2016 começou um pós-doutorado de 2 anos no MIT (EUA) trabalhando no departamento de Ciência e Engenharia de Materiais no processamento hidrotérmico de feldspatos.

Em entrevista à revista Time, Marcelo afirmou que “todas as pessoas devem sentir-se capacitadas para contribuir para soluções climáticas e causar um impacto positivo. Comece aprendendo sobre as ações cotidianas que podemos realizar para ajudar a criar um mundo mais sustentável. Num contexto profissional, devemos defender carreiras relacionadas com o clima. Incentive os indivíduos a sair de suas zonas de conforto, trabalhar em novas tecnologias, adotar uma mentalidade orientada para a missão e livrar-se do medo do risco e do fracasso. Estes esforços não só beneficiam o nosso mundo de hoje, mas também deixam um legado duradouro para as gerações futuras”.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }