Crédito: Talison Lima / PC
Crédito: Talison Lima / PC

Polícia prende bandidos acusados de sequestrar e fazer família refém por 72 horas no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Seis pessoas foram presas durante uma operação da Polícia Civil nos municípios de Abaetetuba e Barcarena, na região do Baixo Tocantins, nesta quarta-feira, 29. A “Operação Beja” ocorre após vários sequestros registrados na localidade este mês. Um deles foi de uma família, que ocorreu no último sábado, 25, em Abaetetuba, e que durou mais de 72 horas.

Segundo a polícia, um homem, uma mulher e um bebê de um e 6 meses foram abordados ao saírem de casa em Abaetetuba. A família foi mantida presa dentro de uma casa, não sabendo informar o local exato. Após 72 horas, a quadrilha soltou os reféns na Estrada Moura Carvalho, em Barcarena. Foi quando uma pessoa os encontrou na via e acionou a polícia, que levou as vítimas até a delegacia de Vila dos Cabanos.

CONTINUE LENDO...

Sequestro, extorsão e tráfico de drogas

A partir de então, a polícia começou a investigação e descobriu que a quadrilha vem cometendo os crimes de sequestro, extorsão, tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de arma na região do Baixo Tocantins, no Pará. Nas diligências, a polícia apreendeu 17 quilos de drogas, munições de armas de fogo calibre 38, uma balança de precisão e outros objetos utilizados na comercialização de entorpecentes. Também foi recuperado um carro que havia sido roubado de uma vítima de sequestro em Igarapé-Miri, no dia 14 de março.

Os presos foram apresentados na sede da Superintendência Regional do Baixo Tocantins (4° Risp) para procedimentos cabíveis e estão à disposição da justiça. Todos os materiais apreendidos serão periciados para elaboração de laudos que irão compor as investigações.

As investigações seguem no sentido de prender os demais indivíduos envolvidos com sequestros nas cidades de Abaetetuba e Igarapé-Miri.

Estiveram envolvidos policiais civis da Delegacia de Polícia Civil de Abaetetuba, de Repressão a Roubo a Banco e Antissequestro (DRRBA), vinculada da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), agentes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), Núcleo de Apoio a Investigação e Inteligência Policial (NAI/NIP).

Com informações da Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }