Foto: reprodução
Foto: reprodução

Polícia prende donos da casa onde foi encontrado corpo carbonizado em Outeiro

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Polícia Civil prendeu preventivamente os donos da casa onde um corpo carbonizado foi encontrado enterrado em uma cova rasa no quintal, em Outeiro, distrito de Belém, na última sexta-feira, 15. Edson Renato da Silva Lima, conhecido como “Renatinho“, e Naiana Caroline Pereira Teles, conhecida como “Nana”, devem responder por ocultação de cadáver e corrupção de menores.

Polícia Militar encontrou 69 fragmentos ósseos, que podem ser do técnico de enfermagem Antônio José Baía Ferreira, de 52 anos, que desapareceu no último dia 1º de setembro. Estima-se que o corpo tenha sido queimado por quatro dias. Além disso, também havia marcas de sangue na residência. A Polícia Científica do Pará (PCP) foi acionada para coletar os fragmentos e fazer perícia no local.

CONTINUE LENDO...

Segundo a PC, Edson e Naiana teriam corrompido uma adolescente de 13 anos, que foi ouvida na Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data). Ela teria atraído Antônio para uma emboscada. A Polícia Civil representou pela prisão preventiva do casal e conseguiu capturar os dois. Os dois foram encaminhados ao sistema penal onde permanecerão à disposição da Justiça.

Investigações

Antônio José Baía Ferreira, conhecido como “Brás”, desapareceu em Outeiro, após sair de moto de sua casa, na noite da sexta-feira, 1, e não retornar. No domingo, 3, ele não foi ao emprego e isso fez com que os colegas suspeitassem do sumiço, já que em quase 25 anos de serviço, ele não tinha faltas não justificadas.

Sete pessoas foram presas e encaminhadas à Divisão de Homicídios, em São Brás. Segundo familiares do técnico de enfermagem, que estiveram na unidade policial, duas dessas pessoas teriam participação direta no crime, já as outras cinco estariam envolvidas na venda da motocicleta de Antônio. A moto foi rastreada e encontrada no Marajó. Também foi por causa do rastreio do veículo que a polícia conseguiu chegar à casa e localizar o corpo e os suspeitos do crime. As investigações sobre o caso estão em andamento.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }