Prefeito de Cametá é acusado de tentar invadir aos gritos e xingamentos camarim de Manu Bahtidão e impedir show durante Carnaval na cidade; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O prefeito de Cametá, no nordeste paraense, é acusado de tentar invadir aos gritos e xingamento o camarim da cantora Manu Bahtidão e impedir a artista de realizar o show no carnaval do município, após o chefe da gestão municipal alegar que a artista estaria atrasada para a realização de sua apresentação durante o evento carnavalesco. O caso ocorreu na segunda-feira, 12, e testemunhas que estavam próximas ao camarim da cantora conseguiram gravar a situação em que o prefeito Victor Cassiano, supostamente, teria realizado a tentativa de invadir o camarim da artista, proferido diversas ofensas contra a equipe de segurança de Manu.

O caso veio à tona após as polêmicas envolvendo o alto valor investido no Carnaval, que passa de R$ 3 milhões, e a investigação do Ministério Público do Estado do Pará que apura as denúncias de moradores que alegam abandono que o município ficou desprezado pela gestão do atual prefeito.

CONTINUE LENDO...

Segundo informações de uma testemunha, tudo ocorreu após o suposto atraso da cantora. Porém, ainda segundo a testemunha, o atraso teria acontecido pelo fato de que o transporte que iria realizar a travessia da artista e sua equipe para o município, não estava à disposição conforme o combinado, o que ocasionou transtornos e fez com que a banda da cantora chegasse atrasada no local.

“Ela tinha que pegar voadeira com a equipe dela, no entanto, a voadeira não estava no local. A banda teve que ir de balsa”, contou a testemunha.

Ele conta que o prefeito Victor Cassiano teria se irritado com a situação do atraso e seguiu até o camarim da artista para tirar satisfações. Nesse momento ele foi flagrado aos gritos e xingando o segurança e até mesmo a artista.

“Quando ela estava no camarim, ele ia entrar para esculhambar ela pelo atraso, mas o segurança não deixou. Ele furioso, falou de filha da put* e outras barbaridades para Manu e o segurança”, disse.

A pessoa ainda conta que conseguiu gravar parte da confusão, mas ficou com medo de ser repreendido.

Assista:

VER MAIS

VER MAIS