Foto: reprodução Globo
Foto: reprodução Globo

Saiba o que pode causar crises de ansiedade como a que fez Alane desmaiar no BBB 24; veja dicas de como lidar

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O assunto crise de ansiedade voltou a ser debatido nas redes sociais depois que a paraense Alane Dias desmaiou após uma crise em uma situação de pressão no Big Brother Brasil 24 (BBB24) na última semana. Para entender o que pode causar a situação e entender o que pode ser feito nesses casos, o portal Roma News conversou com Jéssica Modinne Silva, que é psicóloga, mestra e doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA).

De acordo com a especialista, muitos fatores podem desencadear crises de ansiedade e tudo depende do contexto em que a pessoas está. “Existem muitos fatores que podem desencadear crises de ansiedade, tudo depende do contexto e do grau de ansiedade sentido pela pessoa naquele momento. É comum que a pessoa em crise se sinta desamparada, ou mesmo perdida nesses momentos. Os sentimentos que emergem são gatilhos para sensações físicas, pois o corpo responde às sensações”, disse.

CONTINUE LENDO...

Ainda segundo ela, a ansiedade pode fazer com que a pessoa experimente momentos de perigo e ameaça constante. “Os nossos corpos vão responder de acordo com esses momentos. Podem ser através de dores (cabeça, musculares etc.), de falta de ar, de alterações na pele (acne, por exemplo), dor de barriga, até coisas mais graves, como alteração nos níveis de glicose, variações na pressão, entre outros sintomas que podem significar uma crise de ansiedade. A ansiedade, quando não tratada da maneira adequada, se torna uma memória do próprio corpo e a pessoa acaba por não ter tempo de entender o que sente, indo direto para a reação física, como pode ter sido o caso de Alane”, explicou Jéssica.

O desmaio de Alane, segundo a psicóloga, pode significar que talvez ela já estivesse vivendo um processo ansiogênico (que causa sofrimento pela expectativa de que algo inesperado ou perigoso aconteça) e que precisa de atenção sobre a sua saúde mental. “Em casos onde uma pessoa ansiosa vive momentos em que está sob pressão, podem ocorrer crises inesperadas (ou esperadas), é comum. O importante é ter em mente que existem terapias medicamentosas e psicoterapia para auxiliar essa pessoa a aprender a lidar com os sentimentos que afloram durante uma crise”, ressaltou Jéssica.

Veja dicas de como lidar em uma crise de ansiedade

Segundo a psicóloga Jéssica Modinne, é importante entender os contextos onde as crises ocorrem, se existe uma época específica, de quanto em quanto tempo elas ocorrem. “Esse monitoramento ajuda muito nos tratamentos que a pessoa possa vir a fazer. Além disso, é imprescindível procurar por psicoterapia, pois, a longo prazo, as crises podem piorar e a pessoa pode desenvolver outros quadros, como crises de pânico, fora que a ansiedade não cuidado é limitante em vários aspectos das relações humanas”, ressaltou.

Ainda de acordo com a especialista, existe uma ansiedade boa, que “é aquela que sentimos quando esperamos que algo bom aconteça, uma expectativa, mas a ansiedade que nos atrapalha no dia-a-dia é a que precisa de tratamento quando nos limita em nossas relações”, disse.

A especialista afirma que “antes de sentir as crises, é interessante treinar o seu corpo para experimentar os sentimentos do momento presente com 3 perguntas:”

1.O que eu estou sentindo?

2. O que eu estou acreditando a partir desse sentimento?

3. É verdade o que eu estou acreditando?

“Essas perguntas servem para nos localizarmos no presente e sair do caos do futuro e do passado que são da própria ansiedade. Treinar essas perguntas antes pode ajudar a conseguir fazê-las durante a crise de ansiedade”, finaliza Jéssica Modinne.

Jéssica Modinne Silva, psicóloga, mestra e doutora em Psicologia pela UFPA.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }