Suspeito envolvido no assassinato de policial penal em Belém morre em troca de tiros durante abordagem

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um suspeito de envolvimento na morte do policial penal, Jeferson Marques, ocorrida no dia 11 de abril, morreu durante uma abordagem policial no município de Capanema, no nordeste do Pará. Segundo a Polícia Civil (PC), o homem, identificado como Emanuel da Silva Lobato, morreu após troca de tiros nesta quinta-feira, 18.

O suspeito reagiu à abordagem policial e trocou tiros com agentes de segurança. Ela acabou sendo atingido e encaminhado para o hospital, mas não resistiu ao ferimento.

CONTINUE LENDO...

Informações divulgadas pela PC, apontam que o suspeito estava sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos como principal envolvido na morte do agente de segurança.

Foram apreendidos uma balança de precisão, drogas e uma arma, já encaminhada para perícia. O trabalho de investigação continua para localizar e prender os outros envolvidos no assassinato do agente de segurança.

Relembre o caso

Na tarde de quinta-feira, 11, um policial penal foi baleado na cabeça no conjunto Carmelândia, no bairro do Mangueirão, em Belém. O homem foi identificado como Jeferson Marques, conhecido como 03. O policial estava em seu veículo, modelo Honda Civic da cor cinza, quando foi alvejado por tiros e atingido na cabeça, vindo a óbito no local. A arma do agente que estava na cintura não foi levada.

Segundo informações, dois homens em uma motocicleta estariam rondando a Rua José Monteiro, onde ocorreu o assassinato. Jeferson Marques era lotado no Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST), no nordeste do Pará.

Perícia

Segundo a perícia, o agente de segurança pública foi alvejado com 23 tiros. O policial penal dirigia pela rua Santo Antônio quando foi cercado pelos suspeitos que o seguiam, sendo atingido na esquina. A Polícia Científica identificou dez perfurações no rosto e quatro em cada uma das pernas que, somadas às outras, totalizam 23 disparos.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }