Foto: João gomes/Comus
Foto: João gomes/Comus

Vacinação é suspensa em Belém neste feriado e retorna na segunda-feira

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), informa que, em virtude do feriado de Tiradentes, nesta sexta-feira, 21, a vacinação contra covid-19, influenza e com os imunizantes de rotina será suspensa na capital. A vacinação retornará na segunda-feira, 24, nos mais de 60 pontos de atendimento em Belém, das 8h às 17h.

Esta disponível o reforço com a bivalente para quem já recebeu pelo menos duas doses da vacina covid-19 monovalente como esquema primário, para os seguintes grupos prioritários:

CONTINUE LENDO...

– Adultos de 40 a 59 anos sem comorbidade;
– Pessoas de 12 a 59 anos com comorbidade;
– Idosos com 60 anos ou mais;
– Gestante e puérperas (até 45 dias pós-parto);
– Trabalhadores de saúde:
– Imunossuprimidos (a partir de 12 anos de idade);
– Pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade);
– Indígenas, ribeirinhos e quilombolas (a partir de 12 anos de idade);
– Pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos e trabalhadores desses locais;
– População privada de liberdade e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;
– Funcionários do sistema de privação de liberdade.

A Sesma reforça que, para receber o reforço da bivalente, a pessoa deve respeitar o intervalo de quatro meses da última dose recebida. As pessoas diagnosticadas com covid-19 devem aguardar 30 dias após o fim dos sintomas para receber a vacina.

Monovalente

A vacina monovalente está disponível com os imunizantes Pfizer adulto, Pfizer pediátrica, Pfizer baby e Coronavac, para os seguintes grupos:

Pzifer adulto

 – Pessoas de 12 a 17 anos, com aplicações da 1ª dose, 2ª dose e a 1ª dose de reforço;
– Pessoas de 18 a 59 anos, para aplicação da 1ª dose, 2ª dose, 1ª de reforço e a 2ª de reforço; e
– Pessoas com 60 anos ou mais, para 1ª e 2ª dose.

Pfizer baby 

– Para iniciar esquema em crianças com comorbidade, na idade de 6 meses a 4 anos; e
– Para completar esquema de crianças de 6 meses a 4 anos, com ou sem comorbidade e que tenham iniciado o esquema com a mesma vacina.
 – Para crianças de 6 meses a 2 anos sem comorbidade iniciarem esquema.

Pfizer pediátrica:

– Para crianças de 5 a 11 anos, 1ª dose, 2ª dose e 1º reforço.

Coronavac

– Crianças e adolescentes de 3 a 17 anos que precisam fazer a 1ª dose, 2ª dose ou a 1ª de reforço; e
– Pessoas de 18 a 59 anos, para fazer 1ª dose, 2ª dose, 1ª de reforço ou a 2ª de reforço.

Influenza

A Sesma informa ainda que, desde o último dia 3 de abril, novos grupos passaram a ser prioritários para a vacina contra a Influenza. São eles: puérperas, gestantes, pessoas com comorbidades e trabalhadores da saúde. A campanha foi iniciada no último dia 30 de março, priorizando pessoas com idade a partir de 60 anos e crianças de 6 meses a 6 anos.

Documentos

Os documentos necessários são a identificação com foto e cartão de vacinação.

VER MAIS

VER MAIS