Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Vídeo: DJ de aparelhagem paraense é sequestrado e achado em manguezal na Grande Belém

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O DJ Edilson da aparelhagem Príncipe Negro foi vítima de um sequestro na tarde do último sábado, 16, no município de Marituba, na Grande Belém. Ele foi encontrado em uma área de mangue acompanhado de um motorista, após o sequestro planejado por uma quadrilha.

Segundo informações repassadas pela polícia, dão conta de que ele foi até o município para fechar uma compra de um veículo. Ao chegar no local indicado para finalizar a compra, foi surpreendido por aos menos seis criminosos por volta das 14h.

CONTINUE LENDO...

A quadrilha, que é especializada em aplicar o golpe do pix, levou o Dj mais o motorista que estava acompanhado Edilson, para uma área de manguezal, as margens de um rio localizado no bairro Sao Francisco, em Marituba. Foi nesse momento que a quadrilha exigiu que o Dj fizesse uma transferência de R$ 15 mil.

Porém, segundo como detalhou para a polícia, ele não tinha o valor que os criminosos queriam, então negociou para que ficasse em R$ 10 mil. Foi nesse momento que ele ligou para familiares informando que estaria sob ameaça de criminosos e pediu para realizarem a transferência do valor exigido.

Sabendo do ocorrido, familiares acionaram a Polícia Militar (PM-PA) que realizou diligência para localizar as vítimas e os suspeitos.

Foi então que o veículo do taxista que estava com Edilson foi avistado. Os criminosos perceberam a presença da polícia e começaram a trocar tiros com a guarnição. Mas conseguiram fugir deixando as vítimas no manguezal.

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O DJ Edilsone o taxista Leandro Nunes foram encontrados e resgatados por volta das 17h sem ferimentos. Durante a ação ninguém se feriu.

Assista:

Os dois foram levados para a delegacia de polícia do município e prestaram depoimento. Um boletim de ocorrência foi realizado e agora a Polícia Civil segue investigando o caso.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }