O MAIOR GRILEIRO E DEVASTADOR DA AMAZÔNIA FOI PRESO

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

CONTINUE LENDO...

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta quinta-feira, 3, no sudoeste do Estado do Pará, Bruno Heller, considerado um dos maiores grileiros e devastadores da floresta amazônica. De acordo com investigações, Bruno teria devastado uma área do tamanho equivalente a quatro ilhas de Fernando de Noronha. O empresário e pecuarista comandava um esquema de invasão de terras da União, por cerca de 10 anos. A justiça bloqueou R$116milhões, veículos, 16 fazendas, imóveis e 10 mil cabeças de gados, para o restauro das áreas devastadas. Agora está no sistema prisional de Itaituba.

VER MAIS

Belém, enfim, terá ônibus com ar-condicionado e Wi-Fi

Pelo menos uma boa notícia para a população de Belém, nesta época de calor infernal, com o início do verão amazônico. Começaram a chegar à capital os primeiros ônibus das empresas de transporte urbano da Região Metropolitana equipados com ar-condicionado e Wi-Fi. No total, 300 ônibus serão adquiridos pelo Setransbel, em acordo com a Prefeitura de Belém e o Governo do Estado. E pensar que este sofrimento poderia ter sido minimizado anos atrás, quando a Câmara de Vereadores de Belém rejeitou projeto que obrigava as empresas a disponibilizar ônibus com ar-condicionado.

Read more

Enquete no site da Câmara faz consulta sobre projeto que compara aborto a homicídio

No site da Câmara Federal, a enquete que consulta a população brasileira sobre o Projeto de Lei que compara o aborto de feto com mais de 22 semanas a homicídio já bateu um milhão de votos, com maioria contrária à proposta. São 918.249 votos contrários ante 112.352, ou 12%, que dizem concordar totalmente. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vê inconstitucionalidade no projeto e se manifestou contrária. O projeto é de autoria do deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ). Atualmente as normas brasileiras preveem três possibilidades legais de abortamento: por gestação derivada de estupro, por risco de vida da mãe ou por anencefalia.

Read more

Assédio no trabalho é tema de palestra promovida pelo Município

O Mapa Nacional da Violência de Gênero, um projeto do Senado Federal, Instituto Avon e a Associação Gênero e Número, aponta que em 2023 ocorreram 7.932 registros de mulheres vítimas de assédio no trabalho no Brasil. De acordo com a plataforma, os homens sofrem com assédio no trabalho, mas as mulheres permanecem como a maior parte dos casos. Por isso, a Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria da Mulher de Belém (Combel), promoveu a palestra Assédio no Ambiente de Trabalho, ministrada pela advogada especialista em Direito da Mulher, Gabrielle Maués. O evento ocorreu no auditório do Palácio Antônio Lemos, nesta terça-feira, 18.

Read more

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }