Reprodução Instagram Key Alves
Reprodução Instagram Key Alves

Advogado acusa Key Alves de aplicar golpe digital em fãs após publi em app de ganhar dinheiro; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Key Alves está sendo completamente massacrada nas redes sociais após fazer uma publicidade do aplicativo InstaMoney nos Stories, e afirmar que os seguidores conseguiriam ganhar dinheiro apenas curtindo publicações.

A ex-BBB gravou um vídeo exibindo o funcionamento do app, acusado de aplicar golpes no usuários, chegando a dizer que os fãs poderiam receber R$200 por dia.

CONTINUE LENDO...

Os anunciantes ainda dizem que o InstaMoney é licenciado pela Meta, a dona do Instagram e Facebook, mas essa informação foi negada pela empresa, em declaração ao TechTudo.

No Reclame Aqui, o InstaMoney tem cerca de 2 mil reclamações e metade delas é apenas de propaganda enganosas, e algumas citam o nome de Key Alves.

ADVOGADO EXPLICA


O advogado Francisco Gomes Junior, especialista em Direito Digital, analisou o caso e revelou que Key estaria cometendo um crime.

“Trata-se de um golpe digital e não de uma forma de ganhar dinheiro fácil. Ao clicar em links indicados, a vítima é levada a adquirir o aplicativo Insta Money por R$ 147,00 e fazer curtidas em posts que serão indicados. Após a compra, a plataforma libera uma série de videoaulas que supostamente ensinariam como usar o aplicativo, e a última dessas aulas – a sétima – só é liberada após sete dias, o que faz com que vença o prazo para que você solicite o reembolso pela compra”, começou Francisco.

Ele ainda avaliou a melhor maneira de não cair em golpes parecidos com o da Key: “A dica principal para não ser vítima de golpes como o Insta Money é não acreditar em propostas ou ofertas boas demais. Não existe mágica. Ganhar dinheiro na Internet até é possível, mas não é algo de tanto retorno financeiro, mas sim algo que gere centavos por interação e não R$ 350,00 diários que os golpistas prometem. E se recomenda, antes de efetuar qualquer compra online, consultar o histórico do vendedor em portais de queixas, como o Reclame Aqui”.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }