Foto: Junior Cunha
Foto: Junior Cunha

Com ‘cronograma em dia’, Mangueirão entra em reta final de reforma; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Com 90% das obras concluídas, o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, entrou na reta final de reforma para voltar a receber jogos e eventos. De acordo com o Secretário de Obras do Estado do Pará, Ruy Cabral, não há atrasos no planejamento de execução do processo de modernização da principal praça esportiva do Pará.

“O nosso cronograma está rigorosamente em dia. 90% de obras já estão concluídas. Todos os setores do Mangueirão já estão com todas as frentes de serviços abertas. Dentro da nossa previsão, é lógico que não será 100% (liberado), porque, a princípio, a contratualmente seria dezembro (de 2022), depois passou para o dia 28 (de setembro) em razão do jogo da Seleção (Brasileira contra a Argentina) e em seguida houve uma mudança para agosto. Em razão da dificuldade, da própria Seleção não vir aqui, houve esse adiamento. (…) Mas hoje estamos com a obra rigorosamente em dia, com os funcionários trabalhando nos três turnos. Isso nos tranquiliza. As cadeiras já estão sendo colocadas, o placar eletrônico já chegou, o gramado já passou pelos cortes, fazendo a área de escape do gramado. Os túneis estão liberados. Isso nos dá tranquilidade”, disse.

CONTINUE LENDO...

Ruy Cabral recebeu a reportagem do Portal Roma News na tarde desta sexta-feira, 26, nas dependências do Estádio do Mangueirão. Conforme já havia sido divulgado pelo portal no início desta semana, o Secretário de Obras do Estado voltou a afirmar que a praça esportiva estará a disposição do Paysandu para o jogo do próximo dia 24 de setembro, quando a equipe vai encerrar o quadrangular do Brasileirão da Série C em Belém contra o Vitória.

No entanto, Ruy Cabral foi direto ao ressaltar que esta liberação não será com 100% da capacidade do estádio. Porém, segundo ele, espaços como a pista de atletismo, que ainda não foi colocada, e a área externa do estádio, que segue em obras para receber a nova área de estacionamento, não vão interferir em caso de jogo do Paysandu no dia 24 de setembro.

“Está mantida a oferta para o Paysandu, no dia 24 de setembro, caso se interesse, usar o estádio e possamos realizar o jogo (contra o Vitória pela última rodada do Brasileirão da Série C). Mas, não em sua plenitude. A pista de atletismo, por exemplo, não está com piso definitivo, mas nada que impeça a realização do evento. Amplas possibilidade de ter este jogo, mas isso depende, logicamente, de uma conversa da diretoria do Mangueirão, Federação (Paraense de Futebol), Paysandu e os próprios laudos que serão enviados pela Federação e Seel (Secretaria de Esporte e Lazer do Estado) e serão encaminhados à CBF para liberação. Após esta fase do Campeonato Brasileiro, daremos continuidade na instalação da cobertura, assentamento da pista de atletismo e a fase de acabamento externo, onde não estará 100% fechada com pavimentação. Mas das sete mil vagas de estacionamento, com certeza de três a quatro mil serão liberadas para setembro”, disse.

Segurança

O novo Mangueirão terá ainda uma nova estrutura de controle de segurança. Antes da reforma, cerca de 140 câmeras operavam dentro das dependências do estádio. Agora, quando for concluída a obra, mais de 340 câmeras estarão funcionando na segurança do estádio. Segundo Ruy Cabral, além do monitoramento interno, as catracas do Mangueirão terão um sistema de identificação digital para facilitar o registro dos torcedores e auxiliar os órgãos de segurança na busca de pessoas foragidas do sistema prisional.

“Estamos melhorando e muito a segurança colocando o centro de controles operacionais, onde os órgãos de controle vão estar trabalhando em conjunto de maneira operacional e efetiva para combater incidentes, eventuais tumultos. Câmera serão instaladas no estádio. Antes eram cerca de 140 (câmeras), agora serão 340 câmeras, inclusive com identificação facial. As catracas terão um modo digital. Quem estiver em dívida com a justiça será imediatamente identificado”, contou.

Arquitetura

Outro ponto que foi amplamente debatido dentro do projeto de modernização do Estádio do Mangueirão foi em relação ao modelo arquitetônico da praça esportiva. O Secretário de Obras do Estado contou à reportagem do Portal Roma News que todo o trabalho foi feito para que fosse preservada a fachada original do estádio.

“Este estádio passa por um processo de modernização. Tivemos uma luta muito grande de manter a originalidade da arquitetura e, para trazer essa modernidade para dentro do Mangueirão, tivemos que fazer algumas modificações sem atingir a arquitetura. Estamos trazendo para as normas e regras atuais do futebol, além da segurança”, finalizou.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }