Defesa de Daniel Alves tenta nova investida para jogador responder em liberdade

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em prisão preventiva na Espanha, o lateral direito Daniel Alves voltou a buscar liberdade provisória junto a justiça. Preso desde o dia 20 de janeiro, o jogador brasileiro já tentou a mesma medida em outras duas oportunidades, ambas negadas. Agora, todavia, a defesa do atleta aposta na ideia de “jogo erótico” da vítima para justificar a liberação do jogador.

A informação foi revelada pelo portal “UOL Esportes”. De acordo com o site, que teve acesso aos documentos dessa nova investida de Daniel Alves no processo, o “jogo erótico” que ocorreu entre a vítima de 23 anos e o jogador antes do estupro, será usada de argumento pela defesa do brasileiro para buscar uma liberdade antes do fim do processo.

CONTINUE LENDO...

Para reforçar a argumentação, a defesa de Daniel Alves utilizará os vídeos disponibilizados pela casa noturna em Barcelona. Nas imagens é possível ver o brasileiro e a vítima dançando juntos antes de irem ao banheiro, aonde aconteceu o crime. “Se vê claramente dois adultos desenvolvendo um jogo erótico preliminar ao coito. Observa-se na denunciante uma conduta abertamente sexualizada, própria de um galanteio sexual em fase de cortejo”, argumenta a defesa do atleta, segundo o “Uol”.

Enquanto aguarda a posição da justiça diante desse novo pedido, todavia, Daniel Alves segue preso em Barcelona. A justiça da Espanha alega que há um alto risco do jogador fugir do país caso seja solto e que, por isso, ele está sendo mantido em cárcere privado até o final do processo e a definição da pena ao jogador.

VER MAIS

VER MAIS