Presidente Lula apoia candidatura brasileira à sede da Copa do Mundo Feminina em 2027

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, declarou, nesta quinta-feira, 30, o apoio do Governo Federal à candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo Feminina em 2027. A declaração foi dada durante o evento realizado no Palácio do Alvorada para apresentação da taça da Copa do Mundo 2023. O troféu está percorrendo os 32 países que disputarão o mundial.

“Eu quero te dar os parabéns e dizer para você, Ednaldo, que o Governo, através da Presidência, do Ministério do Esporte, do Itamaraty, estará à disposição da CBF para fazer o que for necessário para que a gente consiga trazer, em 2027, a Copa do Mundo Feminina para o Brasil”, afirmou o Presidente Lula. 

CONTINUE LENDO...

“Será um evento extraordinário, motivador da construção de uma consciência política junto ao povo brasileiro para que entendam a participação da mulher efetivamente em todos os cantos em que puderem e quiserem participar, onde elas quiserem, do jeito que elas quiserem”, adicionou.

Durante o evento, Lula assinou decreto apresentado pela Ministra do Esporte, Ana Moser, que cria a Estratégia Nacional para o Futebol Feminino. A intenção é fomentar ações para incentivar a formação e profissionalização da modalidade no país.

“Temos uma outra questão: o incentivo à participação das mulheres em posições de gestão, arbitragem, na direção técnica de equipes, o fomento à instalações de centros de treinamento específicos para mulheres, com metodologias próprias e diretrizes pedagógicas adaptadas às necessidades da mulher”, disse Moser.

A CBF será parceira do Governo na elaboração e implementação do programa comandado pela Ministra do Esporte.

No discurso, o Presidente Lula elogiou a iniciativa da CBF de regulamentar neste mês o futebol misto no país, um marco em prol da inclusão e rumo à igualdade de gênero no futebol brasileiro. A partir de agora, as competições amadoras podem ser mistas no Brasil. 

“Fiquei feliz com a notícia do Presidente Ednaldo Rodrigues, que aprovou uma norma na CBF na qual as meninas podem participar dos times formados por meninos. Possivelmente, elas serão melhores do que eles. Se tivermos muitas Martas por aí, os rapazes vão passar mal”, elogiou o Presidente Lula.

Com a regulamentação, as atletas poderão fazer parte de equipes masculinas e que equipes exclusivamente femininas poderão participar de competições masculinas, a critério de cada entidade organizadora. A nova regra poderá ser aplicada em todas as categorias, da iniciação esportiva ao futebol amador adulto.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }