Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Vídeo: surfista brasileiro acusado de agredir atleta norte-americana diz que imagens compartilhadas ‘foram editadas’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A surfista norte-americana Sara Taylor compartilhou em suas redes sociais, um vídeo em que supostamente é agredida pelo surfista capixaba João Paulo Azevedo, mais conhecido como JP Azevedo. As imagens viralizaram na web e de acordo com o brasileiro, o vídeo divulgado pela atleta, em Bali, na Indonésia, em que mostram as agressões, foi editado.

O vídeo foi compartilhado por Sara na quarta-feira, 5, e mostra o momento em que JP dá um soco no rosto da atleta ainda dentro do mar. O vídeo ainda mostra que as agressões contra a norte-americana continuaram na faixa de areia.

CONTINUE LENDO...

Em suas redes sociais, JP Azevedo pede desculpas e diz que perdeu a cabeça.

“Fala, pessoal. Inicialmente, eu gostaria de falar que estou profundamente arrependido e envergonhado por tudo o que aconteceu ontem. Eu acabei perdendo a cabeça, cometendo atitudes inadequadas, e estou muito arrependido. Porém, sem querer justificar a minha atitude, o vídeo postado pela menina foi editado e me coloca numa condição muito delicada”, afirmou o surfista.

JP Azevedo alegou ainda que foi agredido pela surfista norte-americana e classificou a situação como “desastrosa”.

“Eu trabalho duro para pagar as minhas contas e sustentar a minha família. O evento desastroso de ontem ocorreu por conta de um desentendimento onde eu também fui agredido, desrespeitado e insultado pelo casal, mesmo tendo a convicção de que nada justifica a minha atitude. O que eu gostaria é que fosse divulgado a íntegra do vídeo, sem edição, para que todos pudessem entender o que de fato aconteceu”, declarou João Paulo Azevedo.

O surfista também disse estar arrependido e se desculpou com toda a comunidade do surfe.

“Fui tentar resgatar a minha prancha, me defendendo dos ataques. Entre um ataque e outro me passei e acabei atacando também. Isso sem querer justificar o meu erro. Por fim, quero pedir desculpas para todas as pessoas envolvidas Me arrependo muito por tudo isso. Errei de verdade. Quero pedir desculpas ao mundo do surfe, à comunidade local, e família e amigos”, finalizou.

A agressão

Nas redes sociais, Sara Taylor publicou um vídeo e escreveu a seguinte legenda: “Depois de cair na minha primeira onda, o amigo do cara me deu um soco na cabeça e depois de ser confrontado por ter me batido, ele atacou Charlie [amiga da vítima] na praia por filmá-lo”, escreveu Sara. Veja o vídeo:

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }