Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Adolescente pede para doar sangue no dia do aniversário de 16 anos: ‘o melhor presente é ajudar vidas’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Maria Eduarda, uma adolescente que vive em Colatina, no Espírito Santo, decidiu comemorar o aniversário de 16 anos de uma forma inusitada e solidária: fazendo a primeira doação de sangue. A adolescente explicou que já tinha escolhido seu presente desde o ano passado, quando fez 15 anos. Ela, então, esperou completar 16 anos, que é a idade permitida para poder doar sangue com a autorização dos pais, para poder realizar essa vontade e que a maior inspiração veio da própria família.

“Minha família toda dá o exemplo e já doa sangue. Quando eu fiz 15 anos, já sabia que ia querer doar no ano seguinte. Pensei que no meu aniversário seria o melhor presente poder ajudar outras vidas. A gente precisa ajudar o próximo”, disse. No dia exato em que ela completou os 16 anos, a família toda foi até o hemocentro para doar sangue: o irmão de 19 anos, o pai Josué e a mãe, Fabiana. Os pais, inclusive, fizeram questão de registrar todos os momentos, visivelmente emocionados.

CONTINUE LENDO...

No dia, a estudante disse que chegou a ficar um pouco ansiosa, mas que focou na importância da ação que estava fazendo: “Eu achei muito tranquilo, muito ‘daora’. Eu tava muito ansiosa no começo, mas depois me tranquilizaram, nem doeu”, contou a adolescente.

Josué disse que já é doador há mais de dez anos e que sempre incentivou a filha: “Um orgulho saber que estou mantendo um bom ensinamento, ensinando os princípios da vida. Fazer o bem, sem olhar a quem”, comentou o pai. A jovem disse que espera motivar outras pessoas a também doarem sangue, e que já conseguiu convencer alguns amigos próximos. Maria Eduarda sabe que a ação dela pode ajudar até quatro pessoas: “Acho que consegui convencer alguns amigos sim. Se depender de mim, sempre que eu puder eu vou tentar ao máximo doar. Espero poder incentivar outras pessoas”, relatou a jovem.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }