Reprodução
Reprodução

Anderson Torres pede revogação de prisão, cita ‘tristeza profunda’ e doença da mãe

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A defesa do ex-ministro e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, pediu nesta segunda-feira, 10, que a prisão preventiva dele seja revogada. A solicitação foi feita ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O pedido enviado a Moraes foi assinado pela nova equipe que representa Torres, sob a liderança do advogado Eumar Novacki. O argumento é que o ex-secretário não representa risco de atrapalhar a investigação.

CONTINUE LENDO...

A defesa também alegou não haver fatos que justifiquem a prisão de Torres. Fora isso, foram citadas as filhas do ex-ministro. As meninas, de 9, 11 e 13 anos de idade passaram a receber acompanhamento psicológico. O advogado citou ainda a mãe de Torres, que está em tratamento contra um câncer.

O ex-secretário “entrou em um estado de tristeza profunda, chora constantemente, mal se alimenta e já perdeu 12 quilos”.

Se Moraes não aceitar o pedido, a defesa irá pedir que a prisão seja substituída por outra medida menos grave, como a prisão domiciliar.

Torres está preso desde o dia 14 de janeiro. Ele foi acusado de uma suposta omissão em relação aos atos de 8 de janeiro, data em que houve invasão e depredação dos Três Poderes.

Com informações do Pleno News

VER MAIS

VER MAIS