Reprodução
Reprodução

Caso Marielle: STF mantém júri popular para Ronnie Lessa

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A rejeição do recurso do policial reformado Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes em 2018, foi mantida em unanimidade pela 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A defesa de Lessa pedia para que o acusado não fosse levado a júri popular.

Em 2020, foi determinado que o julgamento seria no Tribunal do Júri. Os advogados do réu, então, pediram recurso argumentando “não haver nos autos informação de qual teria sido o motivo do crime”. O recurso foi rejeitado, inicialmente, pela ministra Rosa Weber.

CONTINUE LENDO...

Lessa foi preso um ano após o crime, junto ao ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, acusado de dirigir o carro que perseguiu a política após ela sair de um evento na Lapa, região central do Rio de Janeiro.

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz respondem por duplo homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, mediante emboscada e impossibilidade de defesa das vítimas.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }