Condenado por estupro, ex-BBB Felipe Prior decide trocar equipe de defesa

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Após condenação por estupro, o ex-BBB Felipe Prior decidiu mudar sua equipe de defesa. Prior foi condenado a seis anos de reclusão pelo crime que ocorreu em 2014. Atualmente o arquiteto contratou o escritório criminalista Kehdi Vieira Advogados para que possa representá-lo nas outras acusações que ainda correm contra ele.

Condenado por estupro

CONTINUE LENDO...

Felipe Prior foi condenado a seis anos de prisão em regime semiaberto por estupro no último sábado, 8. A decisão é da juíza Eliana Cassales Tosi Bastos, da 7ª Vara Criminal de São Paulo, e se refere a uma denúncia feita em 2020. A condenação é em primeira instância. O caso corre em sigilo e Prior pode recorrer em liberdade.

Na acusação, a vítima relatou ter sido estuprada por Prior em 2014. A decisão da Justiça relata que ele se valeu da força física para praticar a violência, que movimentou a vítima de maneira agressiva, “segurando-a pelos braços e pela cintura, além de puxar-lhe os cabelos, ocasião em que a jovem pediu para ele parar, dizendo que ‘não queria manter relações sexuais’”.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }