Fernando Frazão Ag.Brasil
Fernando Frazão Ag.Brasil

Flordelis afirma que foi abusada e agredida pelo pastor Anderson

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Na próxima segunda, 7, a ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza começa a ser julgada . Ela é acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo. Além da pastora, três filhos e uma neta também estarão no banco dos réus.

Presa há quase um ano e três meses, Flordelis , outras rés e testemunhas pretendem levar ao plenário acusações de violências físicas e sexuais cometidas por Anderson.

CONTINUE LENDO...

Em um vídeo feito na última semana na penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó, a ex-deputada relata em detalhes para seus advogados episódios de relações sexuais forçadas cometidas pelo pastor.

Comece o dia bem-informado com as principais notícias da manhã
Além dos abusos, Flordelis também afirma que sofria violência física. Segundo ela, os episódios chegaram a cessar por um tempo, no entanto, o pastor teria voltado a agredi-la, dessa vez, durante o sexo.

“Ele me batia e não era pouco. Depois parou. Então, eu achava que as outras coisas também iam parar. Ele ficou um tempo tranquilo. Não sei o que deu na cabeça dele, que começou a me judiar. Mas ele só me judiava na hora de relação sexual. Nessa hora que eu pedia a Deus. Chegava em casa e pedia que ele estivesse cansado para não transar (…) Ele só conseguia ter orgasmo se me judiasse, se me machucasse”, afirmou Flordelis, chorando.

No depoimento, a pastora aparenta nervosismo e chega bater com as mãos na cabeça.

VER MAIS

VER MAIS