Ricardo Stuckert/PR
Ricardo Stuckert/PR

Lula revela que ficou chateado por Zelensky não aparecer para encontro: ‘É maior de idade, sabe o que faz’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No último final de semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) explicou o motivo de não ter se reunido com o líder ucraniano, Volodymyr Zelensky, em uma reunião na cúpula do G7. Lula relembra que, na noite de sábado, manhã no Japão, havia sido informado que os dois deveriam ter um encontro no domingo, 21: “O fato é muito simples, tinha uma bilateral com a Ucrânia aqui neste salão. Nós esperamos e recebemos a informação de que eles tinham atrasado”, disse Lula em entrevista coletiva, acrescentando que enquanto esperava o líder ucraniano ele se encontrou com o presidente do Vietnã, e mesmo após o fim da reunião, Zelensky não apareceu.

“Certamente teve outro compromisso e não pôde vir aqui. Foi simplesmente isso o que aconteceu”. Após partir do Japão, o ucraniano fez uma avaliação de como tinha sido sua participação na cúpula, que foi realizada em Hiroshima, e não citou o presidente brasileiro. Contudo, em encontro com jornalistas, Zelensky disse que não houve movimentação de Lula pelo encontro, atribuindo a situação a possível incompatibilidade de agendas. Questionado se estaria desapontado por não ter encontrado o brasileiro, o presidente ucraniano minimizou o cancelamento e disse acreditar que o homólogo brasileiro teria se decepcionado. “Acho que isso o desapontou”, afirmou.

CONTINUE LENDO...

Porém, durante entrevista coletiva realizada na noite de domingo, 21, manhã no Japão, Lula respondeu sobre o episódio e as falas do líder da Ucrânia.

“Eu não fiquei decepcionado, fiquei chateado porque eu gostaria de encontrar com ele e discutir o assunto, por isso que marquei com ele aqui no hotel. Apenas isso. Veja, o Zelensky é maior de idade, ele sabe o que faz”

Presidente Lula

Apesar da reunião bilateral não ter acontecido, o presidente brasileiro e o líder ucraniano ficaram frente a frente durante o painel “Rumo a um mundo pacífico, estável e próspero”. Segundo o presidente brasileiro, ambos ouviram o discurso um do outro sobre o conflito entre Ucrânia e Rússia. “Ouvi atentamente o discurso do Zelensky no encontro. Ele certamente ouviu o meu discurso atentamente no encontro. Continuo com a mesma posição que estava antes”, falou, enfatizando que nem Zelensky e nem Vladimir Putin, presidente russo, estão dispostos a discutir a paz. Durante sua fala no painel, Lula disse condenar a violação da integridade territorial da Ucrânia e repudiar veementemente o uso da força como meio de resolver disputas.

Com informações do UOL

VER MAIS

VER MAIS