Reprodução: Climatempo
Reprodução: Climatempo

Março irá trazer calor intenso e alerta para ondas de calor e ciclones no Brasil

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A ClimaTempo divulgou suas projeções para o mês de março, apontando que o Brasil enfrentará um período predominantemente quente e abafado em todas as regiões. Destaca-se o risco de novas ondas de calor, especialmente no oeste do Paraná, Mato Grosso do Sul e oeste de São Paulo. Veja abaixo a previsão do tempo nas capitais para este final de semana.

Prevê-se a ocorrência de, no máximo, quatro frentes frias durante o mês, as quais não devem resultar em uma significativa queda nas temperaturas. O ar frio de origem polar tem previsão de percorrer a costa sul e sudeste do Brasil, sem conseguir avançar para o interior do país.

CONTINUE LENDO...

Somente no final do mês, há uma maior probabilidade de que o frio alcance o interior das regiões sul e parte do sudeste. Nessas áreas, a frente fria pode trazer uma sensação de outono, com noites levemente frias.

Existe um risco moderado para extremos de chuva no litoral do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, devido à possibilidade de uma baixa pressão atmosférica intensa, formada pela frente fria, transformar-se em um ciclone.

Chuvas Intensas na Região Norte e Nordeste

Março, conhecido por suas chuvas intensas, promete registrar precipitação frequente e volumosa. A atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCI) deverá atingir o pico do período chuvoso na maioria das áreas da região norte e no litoral norte do nordeste. Contudo, as chuvas podem ser reduzidas nas regiões afetadas pelo El Niño, fenômeno que se espera persistir nos próximos meses.

Segundo a ClimaTempo, ainda ocorrerão temporais típicos de calor no sudeste e centro-oeste, mas as médias de precipitação deverão ser naturalmente menores em comparação a janeiro e fevereiro.

Na região sul do país, as chuvas se apresentarão de forma irregular, sendo mais frequentes na segunda metade do mês. Os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina podem experimentar pausas mais prolongadas nas chuvas, conforme apontado pela equipe da ClimaTempo.

Com informações da CNN

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }