Reprodução
Reprodução

Mirella e Ceará têm casa invadida por criminosos em SP: ‘levaram tudo’; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Na última sexta-feira, 7, a casa do humorista Wellington Ceará e da influenciadora digital Mirella Santos, foi invadida por criminosos em São Paulo e vários bens foram levados.

Nos Stories, Mirella detalhou que o arrombamento aconteceu quando ela, seu marido Ceará, e a filha estavam aproveitando o feriadão para descansar em um hotel fazenda.

CONTINUE LENDO...

“Eu tive a pior Sexta-feira Santa da minha vida, Deus que me perdoe. No final de semana, a gente foi para um hotel fazenda e arrombaram a minha casa em São Paulo, roubaram todos os nossos pertences, coisas que a gente trabalhou muito, muito. Sabe, eu vim de família simples, eu ralei muito para conquistar as minhas coisas, eu sei como é difícil, porque nada foi fácil para gente”, explicou a influenciadora digital.

Enquanto desabafava, Ceará apareceu na gravação para dar mais detalhes sobre o ocorrido.

“O mais importante é que a gente não estava em casa, que nós estamos sã e salvos aqui, foi furto, não foi roubo a mão armada, não fizeram pressão psicológica nem em mim e nem na Valentina e a gente as imagens da hora que eles entraram e vamos mostrar”, disse Ceará

“Isso aconteceu na sexta-feira. Eu vim aqui sábado de manhã, não falei para ninguém, não postei, porque foi a pedido de um profissional. Depois eu vou mostrar pra vocês o que realmente aconteceu. Tem imagens deles entrando pela garagem, levaram cofre”, disse o humorista.

Ainda nos Stories, a modelo informou que pagava vigilante de rua para ficar atento a movimentações estranhas no imóvel, mas que mesmo assim a casa acabou sendo invadida e ninguém viu.

“Eu estou muito triste, muito nervosa, eu não paro de tremer desde sexta-feira, entraram na minha casa e levaram bens no qual a gente trabalhou muito, como eu falei a gente veio de família simples, a gente trabalhou, ralou pelas nossas coisas sempre com trabalho digno, nunca passamos por cima de ninguém, nunca roubei nada de ninguém e é revoltante ver um filho da p*** entrar na tua casa como se nada tivesse acontecido, sendo que a minha casa tem vigilância, eu pago vigia da rua, eu pago tudo e ninguém vê”, desabafou.

O crime já está sendo investigado pelo delegado Osvaldo Nico, da Polícia Civil de São Paulo, desde sábado.

O delegado Nico é um dos maiores nomes da Polícia Civil paulista, ele foi o fundador do primeiro Grupo de Operações Especiais (GOE), e chefiou as equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Grupo Armado de Repressão a Roubos (GARRA) e do Grupo Especial de Resgate – GER (DEIC), unidade especializada na libertação de reféns.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }