Nelson Jr/STF
Nelson Jr/STF

Moraes libera mais 149 presas acusadas de envolvimento nos atos de 8 de janeiro

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O ministro do STF Alexandre de Moraes determinou nesta quarta-feira, 8, a libertação de 149 mulheres que foram presas acusadas de participação dos atos de 8 de janeiro na Praça dos Três Poderes.

A decisão foi tomada por conta do Dia Internacional da Mulher. Desta vez, o magistrado priorizou a concessão de medidas cautelares apenas a pessoas do sexo feminino. No entanto, apesar da libertação de 149 pessoas do sexo feminino, Moraes negou 61 pedidos de liberdade de mulheres denunciadas por casos mais graves.

CONTINUE LENDO...

Até o momento, o STF já concedeu 407 liberdades provisórias às mulheres. Incluindo os homens, aproximadamente 800 pessoas já foram beneficiadas.

Na decisão, o magistrado autoriza o retorno das mulheres às suas casas, mas determina uma série de medidas cautelares aos acusados: eles deverão usar tornozeleiras eletrônicas, estão impossibilitados de utilizar redes sociais e não deverão se ausentar do país.

Com Informações do UOL

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }