Reprodução/SBT
Reprodução/SBT

Mulher é agredida e abusada dentro de casa por montador de móveis

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Uma mulher de 59 anos foi vítima de agressão e abuso por um homem que se apresentou em sua casa, localizada na zona norte de São Paulo, para montar um móvel. Após o ataque, ela conseguiu se refugiar no banheiro enquanto o agressor fugia. Horas mais tarde, ele foi capturado em uma operação coordenada pela Polícia Militar.

De acordo com relatos policiais, a mulher aguardava há cerca de um mês pela montagem do móvel adquirido em uma loja. Na tarde de quinta-feira, 11, um homem chegou à sua residência na Vila Gustavo, afirmando ser o profissional responsável pelo serviço.

CONTINUE LENDO...

A vítima solicitou um crachá de identificação, porém, o homem não possuía nenhum. Apesar disso, ele apresentou detalhes sobre a mulher e a compra do móvel, convencendo-a a permitir sua entrada.

Enquanto estava sozinha na casa, o agressor montou o móvel, solicitou água e, em seguida, atacou a mulher pelas costas. Ela relatou ter sido agredida com mordidas e puxões de cabelo, sendo a violência intensificada quando tentava se libertar.

Após o abuso, a mulher conseguiu fugir para o banheiro e se trancar, enquanto o agressor escapava do local. Ela permaneceu no banheiro até a chegada de sua filha.

Em busca de justiça, a mulher e sua filha dirigiram-se à delegacia para relatar o ocorrido. No trajeto, encontraram uma viatura da PM e comunicaram o crime aos policiais.

Com as informações e uma foto do agressor em mãos, a vítima auxiliou os policiais a armar uma armadilha. Um dos policiais, fazendo-se passar por cliente, entrou em contato com o agressor e marcou um encontro em um ponto de ônibus próximo.

Ao chegar ao local combinado, o agressor foi preso pelos policiais. Identificado como Ailton Almeida da Silva, de 48 anos, o homem foi detido e levado sob custódia.

A polícia está investigando se o agressor é um impostor ou se realmente trabalha como montador de móveis. Representantes da loja onde o móvel foi adquirido serão convocados para prestar esclarecimentos.

O caso foi registrado como importunação sexual no 73° DP (Jaçanã), e o acusado passará por audiência de custódia nesta quinta-feira, 18.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }