Foto: Cottonbro Studio/Via Pexels
Foto: Cottonbro Studio/Via Pexels

No Dia Mundial de Combate ao Câncer veja sintomas do câncer cerebral, um dos que mais mata no mundo

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Neste domingo, 4, é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer e, entre os muitos tipos de cânceres que acometem milhões de pessoas no mundo, é importante destacar o câncer de cérebro que, por ser considerado uma doença silenciosa, muitas vezes só é diagnosticado em estágio avançado, o que dificulta o tratamento e a sobrevida do paciente.

O cérebro é considerado o “processador” de nosso corpo. É responsável pelos estímulos e controle de nossas funções vitais, como respirar, enxergar, se alimentar, pensar e se comunicar. Por isso, o câncer cerebral requer toda atenção, pois pode afetar diversas funções do corpo.

CONTINUE LENDO...

Segundo pesquisa do Inca (Instituto Nacional do Câncer), o câncer cerebral está entre os 10 tipos de cânceres que mais matam no Brasil. Ainda de acordo com a pesquisa, a doença acomete em maior número pessoas acima dos 50 anos e representa 4% de todos os casos no Brasil.

São cerca de 11 mil novos casos todos os anos, sendo que mais de 80% evoluem para óbito.

Sintomas

Por ter sintomas que também podem ser confundidos com fatores comuns, como a dor de cabeça, a pessoa acaba por retardar a busca por ajuda, situação que preocupa bastante os especialistas.

Além de dor de cabeça, os sintomas mais comuns do câncer cerebral são vômito, convulsões, tonturas, alterações de visão e de comportamento.

Tratamentos

De acordo com o neurocirurgião José Cláudio M. Rodrigues, especialista em cirurgia oncológica, vascular e funcional, no passado, o câncer cerebral era considerado tabu, pouco se falava por conta da gravidade e dos poucos recursos para salvar vidas. Mas hoje, por conta das novas tecnologias empregadas em cirurgias e medicamentos, é possível que os pacientes possam alcançar uma sobrevida mais longa e com qualidade.

“Hoje, há cirurgias menos invasivas, só com sedação, sem dor, onde o paciente fica acordado, e pode ter alta em até dois dias após a operação.”, destaca o médico. Além disso, há novos medicamentos utilizados na quimioterapia, radioterapia e ainda há estudos sobre tratamentos experimentais para câncer maligno, estudo sobre vacinas e estimulação elétrica.

Prevenção

Não há nada que evite totalmente o câncer cerebral, contudo, adotar um estilo de vida mais saudável é muito importante para manter a saúde do corpo como um todo. Portanto, praticar atividades físicas, optar por alimentos saudáveis, diminuir o consumo de açúcar, não fumar e não consumir álcool em excesso são medidas bem-vindas.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }