Reprodução/Instagram @paulocoelho
Reprodução/Instagram @paulocoelho

Paulo Coelho diz que ‘não deveria’ ter se empenhado na campanha de Lula e critica governo: ‘novo mandato está patético’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No último domingo, 26, o escritor Paulo Coelho, que apoiou a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2022, criticou o mandato nas redes sociais. Na publicação, ele demonstra arrependimento por ter se “empenhado” na campanha e afirmou que não vê seu voto “ter valido a pena”. Ele também classificou o terceiro mandato do presidente como “patético” e citou polêmicas recentes.

Coelho fez referência às recentes declarações do presidente em torno da operação da Polícia Federal que descobriu um plano do Primeiro Comando da Capital (PCC), maior facção criminosa do Brasil, para atacar o ex-juiz e hoje senador Sergio Moro (União-PR), classificada por Lula como “armação do Moro”. No dia anterior, o petista disse em entrevista que, enquanto esteve preso, costumava dizer que só ficaria bem quando “f**** com o Moro”.

CONTINUE LENDO...

O outro ponto da crítica de Paulo Coelho é a manutenção da taxa básica juros pelo Banco Central em 13,75%, patamar mantido por quatro reuniões seguidas, o que tem sido criticado por Lula. O chefe do Executivo não pode demitir o presidente do BC, Roberto Campos Neto, cujo mandato até 31 de dezembro de 2024.

VER MAIS

VER MAIS