Foto: Ag. Pará.
Foto: Ag. Pará.

Projeto no Marajó gera renda e transformação social

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) executa o projeto ‘Hortas Sociais Pedagógicas’ no Pará, que parte do plantio e da colheita como ferramentas de oportunidades, transformação social e alternativa de renda, com o objetivo de impulsionar a inclusão e a promoção social de famílias em situação de risco e vulnerabilidade social que residem no interior do Estado.

Em Salvaterra, na região do Marajó, a iniciativa tem impactado comunidades locais de forma positiva, auxiliando na organização de cooperativas e comercialização de produtos orgânicos.

CONTINUE LENDO...

“Antes as equipes se encontravam em reuniões ordinárias, ou extraordinárias, e no trabalho da agroindústria, mas eram apenas equipes separadas. Com o projeto, agregamos as pessoas em um trabalho diário e percebemos que o fluxo de vendas da cooperativa aumentou, a união aumentou, e todos ficaram felizes. Voltamos a trabalhar com hortaliças, mas agora com equipamentos que nós não possuíamos”, destacou Luiz Janaú, representante da Cooperativa dos Agricultores e Agricultoras Familiares de Salvaterra.

O trabalho em torno da horta é composto 85% por mulheres. No espaço são desenvolvidas atividades coletivas de produção sustentável de alimentos, em especial, tubérculos, verduras, legumes e frutos, o que contribui na garantia de uma alimentação saudável, em quantidade e qualidade, e a geração de renda por meio das vendas.

Janiele da Serra, que é agricultora e integrante do comitê gestor do Hortas Sociais em Salvaterra, conta que o projeto é visto como uma oportunidade para unir pessoas que acreditam no potencial da agricultura familiar.

“Ele é realizado de forma coletiva e com ótimo interesse, dedicação de todos os envolvidos. Estar no projeto é uma experiência ímpar, participar de todas as etapas e ver os resultados positivos é gratificante, principalmente em saber que os produtos são de qualidade, orgânicos e oportunidades de uma nova fonte de renda”.

O “Hortas” já possui 17 unidades produtivas implantadas em 11 municípios. O objetivo é atender 20 municípios paraenses. A iniciativa, que está sob a gerência do Governo do Estado, através da Seaster, conta com a parceria da Fundação Banco do Brasil.

Com informações da Ag. Pará.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }