Rendimento de crianças em sala de aula pode ter relação com a audição; entenda

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

É época de volta às aulas e os pais sempre costumam cuidar de todos os detalhes para o retorno das crianças e adolescentes para a escola. No entanto, há um detalhe que os responsáveis devem tomar mais cuidado: a audição das crianças. Certas vezes, a queda no rendimento pode ter relação com a condição.

A criança com problemas de audição, que não for tratada, pode ter problemas de rendimento em sala de aula. De acordo com a fonoaudióloga Izi Pardal, os danos podem refletir tanto na fala, quanto na atenção da criança na hora da aprendizagem. Também existem outros problemas como irritabilidade, a intensidade na voz das crianças e dificuldades de escritas, inclusive.

CONTINUE LENDO...


À medida que o ano letivo começa, é crucial estar atento ao desenvolvimento escolar das crianças, especialmente aquelas que estão no processo inicial de alfabetização. Nesta fase, o check-up auditivo é essencial, pois qualquer desafio no aprendizado pode ter impactos duradouros. Uma das causas potenciais de dificuldades na escola, muitas vezes negligenciada, é a perda auditiva e só se consegue ter certeza de que está tudo bem com a audição e o ouvidinho das crianças fazendo exames.


Qualquer tipo de perda auditiva, até mesmo aquelas transitórias, como as infecções de ouvido ou um simples tampão de cera, afeta consideravelmente o desempenho acadêmico da criança, especialmente as que estão em fase de alfabetização, nesse caso a criança precisa precisa de uma audição perfeita, pois está aprendendo a matriz de sua língua natal. Em qualquer fase escolar, qualquer grau de perda auditiva afetará na atenção, concentração e consequentemente no aprendizado.


Atenção a mudanças de comportamento em crianças pequenas, como: irritabilidade, mais chorosa, parece não encontrar posição para dormir e levam as mãos constantemente as orelhas, podem ser sinais de alerta.
Em crianças maiores geralmente ficam mais desatentas, aparentemente distraídas, tem necessidade de aumentar o volume da tv e de repetir o que foi dito, problemas para memorizar solicitações, falam alto ou baixo demais.


O principal sentido para o desenvolvimento da fala da criança é o da audição e é importante destacar que o processo de maturação do sistema auditivo central ocorre durante os primeiros anos de vida. Por isso, a estimulação sonora neste período de maior plasticidade cerebral é imprescindível, já que para o aprendizado da linguagem oral e, consequentemente, o desenvolvimento intelectual, emocional e de habilidades, é preciso que as crianças interajam com seus interlocutores e, assim, estabeleçam novas conexões neurais.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }