Reprodução
Reprodução

Vídeo: Eduardo Leite alerta população para ciclone extratropical no Rio Grande do Sul

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O governador Eduardo Leite emitiu um alerta meteorológico para o Rio Grande do Sul na noite de domingo, 26 de maio, anunciando a chegada iminente de um ciclone extratropical ao estado. Este fenômeno, previsto para se formar na região Sul do Brasil na segunda-feira, 27 de maio, trará consigo ventos fortes e chuvas, afetando especialmente áreas já atingidas por enchentes recentes.

De acordo com a MetSul Meteorologia, o ciclone extratropical intensificará as chuvas e os ventos no início da semana, além de agitar o mar ao longo da costa, causando ressaca em diversas praias. Como medida preventiva, as autoridades suspenderam as aulas na capital Porto Alegre, bem como nas cidades de Pelotas e Rio Grande, até terça-feira, 28 de maio.

CONTINUE LENDO...

Apesar das preocupações, a MetSul ressalta que as chuvas não devem atingir níveis extremos capazes de provocar novos transbordamentos nos rios gaúchos. Além disso, a passagem do ciclone proporcionará dias subsequentes sem chuvas volumosas e com sol, a partir de quarta-feira, o que auxiliará na redução do nível dos rios.

Os maiores acumulados de chuva são esperados no litoral sul e norte, com previsão de cerca de 50 mm. Na região da Grande Porto Alegre, são esperados aproximadamente 40 mm ao longo da segunda-feira.

Além do Rio Grande do Sul, espera-se aumento da chuva também em Santa Catarina e Paraná, com alto risco de temporais nas regiões leste e litoral desses estados. Cidades como Florianópolis, Rio do Sul, Criciúma, Chapecó, Curitiba, Guarapuava e Paranaguá podem enfrentar chuvas persistentes e fortes.

Na terça-feira, 28 de maio, o ciclone dará origem a uma nova frente fria, com impacto especialmente no Sudeste do país, diminuindo a intensidade das chuvas, principalmente no Paraná. No entanto, algumas áreas de Santa Catarina ainda terão condições de garoa, assim como regiões do Rio Grande do Sul.

À medida que a semana avança, a tendência é de diminuição das chuvas na Região Sul, com temperaturas mais baixas, especialmente nas áreas montanhosas, e condições favoráveis para a ocorrência de geada em algumas cidades. A previsão indica uma trégua temporária das chuvas até o início de junho, quando um novo avanço de frente fria poderá afetar a região por volta dos dias 06, 07 e 08.

Com Informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }