Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Vídeo: Lula é hostilizado por grupo de mulheres em NY: ‘ladrão’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi hostilizado por um grupo de mulheres ao sair de hotel em Nova York, nos Estados Unidos (EUA), no último domingo, 17. Ele teve que ser escoltado até o carro.

“Não me empurra, aqui você não pode me empurrar. Ladrão!”, grita uma pessoa não identificada. “Lula ladrão seu lugar é na prisão”, grita um grupo de mulheres. “Desgraçado!”, grita uma mulher. “O cachaceiro tá ali, o pinguço”, diz a autora do vídeo.

No vídeo, é possível observar e ouvir um grupo de mulheres hostilizando o presidente Lula. Com tom de voz agudo, elas se alternam entre gritar “ladrão”, enquanto uma ainda o chama de “desgraçado” e a autora do vídeo o acusa de ser “cachaceiro” e “pinguço”, após gritar para afastar os seguranças que tentavam proteger o presidente de sua aproximação. O presidente chegou aos Estados Unidos nesse sábado para participar da 78ª Assembleia Geral das Nações Unidas, que começa amanhã, 19.

CONTINUE LENDO...

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }