Foto: reprodução redes sociais
Foto: reprodução redes sociais

Chefs paraenses assinam menu do jantar de autoridades na abertura da COP-28

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Chefs paraenses assinam o menu do jantar oferecido pelo Brasil às autoridades na 28ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP28), em Dubai, nesta sexta-feira, 1. Além da gastronomia amazônica, os 300 convidados do jantar – entre chefes de Estado e autoridades – vão experimentar drinks e coqueteis regionais.

Dez chefs estão em Dubai e assinam o jantar inaugural da COP-28, que tem o tema “The Amazon an Immersive Experience” e objetiva mostrar a cultura e gastronomia amazônica em um jantar imersivo. Os chefs são: Saulo Jennings, Ricardo Costa, Nina Guedes, Fernando Lourenço, Marcos Bastos, Beto Oliveira, Ricardo Branches, Henrique Lixa, Analice Seleski e Wilton Nascimento. Além do mixologista Yvens Penna, que fará seis coqueteis e um drink especial.

CONTINUE LENDO...

Para o chef Saulo Jennings, essa é uma enorme oportunidade em diversas áreas. “As oportunidades que a COP-28 oferece não são apenas sobre bioeconomia, sustentabilidade, regeneração. Uma dessas oportunidades é representar nossos irmãos e irmãs que estão na Amazônia e temos essa cultura alimentar maravilhosa que precisa ser entendida pelo resto do mundo como um tesouro a ser protegido com a floresta em pé. Isso é a nossa cultura alimentar ganhando e conquistando o mundo. Levando muita representatividade e muita mensagem”, escreveu em suas redes sociais.

Já para mixologista Yvens Pennna, especialista em coquetéis, o momento é de emoção. “É uma enorme emoção a gente oferecer uma gastronomia casada com a coquetelaria amazônica para 300 chefes de Estado e convidados. Momento único e gigantesco para o nosso estado, para a gente e, é um presente enorme para a coquetelaria ter essa oportunidade”, contou.

Vale ressaltar que em 2025 será a vez de Belém receber a COP-30.

VER MAIS

VER MAIS