Foto: PF de Marabá
Foto: PF de Marabá

PF interrompe atividade de mineradora que praticava crime ambiental, no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Polícia Federal deflagrou a operação 12º Elemento para combater a extração ilegal de manganês em Cumaru do Norte/PA, na tarde do último sábado, 25. No local, funcionava uma mineradora clandestina, que praticava crime ambiental. Foram encontrados maquinários utilizados no beneficiamento preliminar do minério, além de três caminhões (bi-trem) que aguardavam o carregamento do manganês para transportá-lo.

Foram apreendidos dois britadores, duas pás carregadeiras, três caminhões, uma camionete, celulares, além de uma escavadeira hidráulica que estava no local onde era feita a extração do minério. Estima-se que os bens apreendidos mais de R$ 6 milhões.

CONTINUE LENDO...

A mina fica dentro de um Projeto de Assentamento do Incra, na divisa com a Terra Indígena Kayapó (cerca de 1,5 km da TI). Além da degradação ambiental ocorrida no próprio local, a contaminação do solo e lençóis freáticos pode refletir no equilíbrio ambiental dentro da Terra Indígena.

As investigações agora prosseguem no sentido de identificar o responsável pela mineradora clandestina, assim como o destinatário do minério.
Os trabalhadores do local foram ouvidos e liberados. Ninguém foi preso.

O manganês é o 12o elemento químico mais abundante na crosta terrestre, fato que inspirou o nome da operação.

Com informações da Polícia Federal em Marabá

VER MAIS

VER MAIS