Foto: Agência Belém.
Foto: Agência Belém.

Prefeitura de Belém construirá o Plano Municipal de Mudanças Climáticas

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Prefeitura de Belém viabilizará a elaboração do Plano Municipal de Mudanças Climáticas com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Será realizada uma consultoria, processo de sensibilização da sociedade e plenárias nos distritos, tudo culminando na  Conferência Municipal sobre o Clima, prevista para 2024. 

O Plano Municipal de Mudanças Climáticas apontará soluções a nível municipal para problemas ocasionados pelas ações do clima  na cidade, levando em consideração que a capital paraense será a sede da Conferência das Nações Unidas sobre o Clima (COP-30), em 2025, maior evento sobre meio ambiente e mudanças climáticas do mundo. 

CONTINUE LENDO...

“O Plano de Mudanças Climáticas é o plano final de como estas mudanças serão enfrentadas. O Fórum será um dos balizadores de informações a este Plano, que utilizará diversas informações, como o Balanço de Carbono de nossa cidade, que está em plena execução. Outras informações serão catalogadas, e, ao fim dos trabalhos, Belém realizará a grande Conferência de Mudanças Climáticas, expondo à toda sociedade os resultados finais”, explica o assessor especial da Prefeitura de Belém para a organização COP-30, Sérgio Brazão. 

Fórum de Mudanças Climáticas

Segundo o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, “é obrigação da gestão desenvolver um plano que nos permita contribuir com a diminuição dos gases que ocasionam o aquecimento global”. O prefeito especificou, que o plano será montado dentro do  Fórum de Mudanças Climáticas de Belém, instituído por decreto municipal em julho deste ano.  

“Esse plano vai estabelecer metas e objetivos mensuráveis. A ideia da Prefeitura de Belém não é fazer um documento frio, feito por uma consultoria. Será um documento participativo. Nós queremos ouvir a população, ouvir a sociedade civil, antes de definirmos as metas, que serão enviadas como Projeto de Lei à Câmara Municipal”, pontua o coordenador do Comitê Municipal para COP-30, Luiz Araújo. 

Após a liberação do recurso do financiamento, a Secretaria Municipal de Gestão do Planejamento (Segep), será a responsável por administrar o desenvolvimento do estudo.

Com informação da Agência Pará.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }