Vídeo: em Ananindeua, Sema investiga ‘espuma misteriosa’ no Rio Maguari

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Ananindeua (SEMA) realizou, nesta segunda-feira,20, uma vistoria no bairro do Icuí-Guajará. Segundo o secretário da SEMA, Tauany Vieira, está sendo investigada a presença de espuma no rio Maguari, após denúncias de frequentadores e vendedores da orla. O foco da equipe é identificar a origem desse material.

“A SEMA tem buscado atender todas as demandas dos serviços solicitados. No caso da espuma que apareceu na orla, a denúncia foi oriunda dos próprios frequentadores e vendedores da orla que se assustaram com a grande quantidade de espuma no rio Maguari. Nossa equipe está focada em identificar a origem do material que está causando isso, e hoje estive pessoalmente com minha equipe no frigorífico Santa Cruz, no bairro do Icuí, para entender melhor o processo de tratamento de efluentes deles, já que existem relatos de que a espuma seria oriunda do empreendimento”, explicou Tauany.

CONTINUE LENDO...

Ainda segundo o secretário de meio ambiente, será acionado um laboratório credenciado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) para coletar amostras de efluentes do frigorífico e da água do rio Maguari, a fim de verificar a origem do material.

Outra informação que o secretário ressaltou é que a secretaria passou recentemente por uma troca de gestão e está empenhada na proteção do meio ambiente do município, trabalhado incansavelmente na fiscalização ambiental, por meio de ações e operações que objetivam coibir ações de degradação ambiental e fiscalizar as licenças ambientais dos órgãos competentes.

Segunda investigação

Em outra ação da equipe de fiscalização, a secretária adjunta da SEMA, Vanessa Matos, esteve à frente da equipe para apurar possível poluição de um corpo hídrico provocada por uma indústria de alimentos localizada na BR 316. Em ambos os casos, as investigações continuam, e se constatada a degradação, os responsáveis serão punidos conforme as diretrizes legais previstas.

VER MAIS

VER MAIS