Redes Sociais
Redes Sociais

Quem é o DJ paraense que foi sequestrado na Grande Belém e abandonado em manguezal

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um Dj paraense de uma famosa aparelhagem foi encontrado em uma área de mangue acompanhado de um motorista, na tarde do último sábado, 16, após sequestro planejado por uma quadrilha, em Marituba, na Grande Belém. O caso chamou a atenção da população de todo o estado que se perguntava: Quem é o DJ?

Com mais de 25 anos de carreira, Edilson Cambraia dos Santos, conhecido popularmente com DJ Edilson, é um dos Djs da aparelhagem “Mega Príncipe Negro”, que surgiu em Belém do Pará no ano de 1995 e desde 2007 é administrado pelos irmãos Edilson e Edielson.

CONTINUE LENDO...

Antes do Príncipe Negro, Edilson passou pelo comando de várias outras aparelhagem como a “Bandeirantes” do bairro do Jurunas, “Pop Som” e “Ciclone o furacão do som”. A parceria com o irmão, DJ Edielson, começou em 1996, com o sonho de terem a própria aparelhagem.

O sonho se realizou em 2006, quando os irmãos compraram a aparelhagem Príncipe Negro, que ficou famosa pela interatividade com o público, show pirotécnico e performances dos Dj’s.

Em 2018, Edilson tentou a carreira política, onde disputou o cargo de deputado estadual, mas não foi eleito.

O sequestro

Segundo informações, DJ Edilson foi até o município de Marituba para fechar uma compra de um veículo. Ao chegar no local indicado para finalizar a compra, foi surpreendido por aos menos seis criminosos por volta das 14h.

A quadrilha, especializada em aplicar o golpe do pix, levou o Dj mais o motorista que estava acompanhado Edilson, para uma área de manguezal, as margens de um rio localizado no bairro Sao Francisco, em Marituba.

Familiares acionaram a Polícia Militar após Edilson conseguir avisar sobre o sequestro. Foi então que o veículo do taxista que estava com Edilson foi avistado. Os criminosos perceberam a presença da polícia e começaram a trocar tiros com a guarnição. Mas conseguiram fugir deixando as vítimas no manguezal.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }