Reprodução
Reprodução

‘Foi jogada ali como um saco de lixo’, diz irmã de vítima de estupro após show 

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A família da jovem que foi estuprada após um show, em Belo Horizonte, pediu justiça e criticou o comportamento do motorista de aplicativo e dos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) durante o crime.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais e uma audiência de custódia deve acontecer no Fórum da capital, nesta terça, 1, após as 18h, para definir se o suspeito continuará preso.

CONTINUE LENDO...

“Nós vamos ter que catar os cacos da minha irmã para conseguir colocar ela de pé de novo. Minha família está destruída, completamente desestruturada”, disse Kelly, irmã da vítima, em entrevista ao Encontro, da TV Globo.

A família disse que está ‘pasma’ com toda essa situação e que ainda não sabe muito bem o que fazer.

“O que a gente vai falar para essa menina? Vamos pedir calma? Vamos falar com ela que isso vai passar? Como que fala isso?”, desabafa Diego, cunhado da vítima.

Relembraram, ainda, que a vítima teve acalasia no esôfago, doença rara que dificulta a entrada de alimentos no estômago, e que precisou se alimentar por sonda até os 12 anos.

“Viveu no hospital a vida inteira e, o dia que decidiu sair para passear, acontece uma coisa dessas”, complementou o cunhado.

A família relembrou que a jovem, de 22 anos, estava em um show no Mineirão no último sábado, 29, onde disse ter bebido muito e um amigo do trabalho pediu um carro de aplicativo para ela.

“Ela estava bêbada, mas não desacordada. Ela entrou no carro acordada […] e esse amigo se disponibilizou a ir com ela, mas ela não quis, falou que não precisava. Ofereceu de ela dormir na casa dele, mas ela não quis”, relembrou a irmã da vítima.

A moça entrou no carro, então, sozinha e ficou desacordada durante o caminho. Quando chegou em casa, o motorista tentou chamar o interfone, mas não teve sucesso e a deixou desacordada na frente de casa.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }