Reprodução
Reprodução

Saiba quem são os paraenses mortos em operação na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Das 24 pessoas mortas durante uma operação da Polícia Militar na Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio de Janeiro, e regiões próximas, três foram identificadas como paraenses. Do total de vítimas, 15 eram suspeitos de integrar o tráfico de drogas e uma facção criminosa.

Segundo a PM do Rio de Janeiro, os paraenses assassinados estavam ligados a vários crimes e determinaram a morte de mais 13 agentes públicos somente neste ano. A PM ainda informou que a operação tinha como um dos objetivos buscar criminosos de outros estados que estão se abrigando no Rio com a facção criminosa, que opera na Vila Cruzeiro, no Jacarezinho, na Mangueira, na Providência e no Chapadão.

CONTINUE LENDO...

Operação

A operação foi deflagrada pelo Bope (Batalhão de Operações Especiais) do Rio de Janeiro e pela Polícia Rodoviária Federal na madrugada de terça-feira, 24, para capturar foragidos da justiça ligados ao tráfico de drogas e uma facção criminosa. O confronto terminou com 24 pessoas mortas e vários feridos. Além dos suspeitos, uma moradora também morreu no confronto vítima de bala perdida. A ação ainda contou com o setor de inteligência da Polícia Federal (PF) e da Polícia Civil do Estado do Pará (PCPA) e de outros estados.

Saiba quem são os mortos na operação:

Paraenses

*Eraldo de Noves Ribeiro morreu durante o confronto e foi apontado pela polícia como chefe do tráfico em Moju, município da região nordeste do Pará. Ele estava com a prisão preventiva decretada em março de 2016 pelo crime de roubo a banco, na cidade de Moju. Na época, um bando armado entrou atirando na agência que estava lotada, porque era dia de pagamento. Eles usaram reféns para fazer um escudo humano para se proteger da polícia. Os criminosos também fizeram pessoas reféns durante a fuga e usaram uma van, que dá acesso à ponte para Moju, para dificultar o trabalho da polícia.

*Marlon da Silva Costa tinha 35 anos e nasceu em Abaetetuba, interior do Pará. Era conhecido como ‘Déo’ e estava foragido. A polícia informou que Marlon era faccionário de alta periculosidade e, ocupava cargo de ‘Torre’, maior liderança no Comando Vermelho no Pará.

*Adriano Henrique Rodrigues Xavier é outro paraense que morreu durante a operação. A polícia informou que ele integrava grupos de assaltantes e era conhecido como “Playboy”.

Outros locais

*Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, foi vítima de bala perdida dentro de casa, na entrada da Chatuba, ao lado da Vila Cruzeiro. Segundo o porta-voz da PM, Ivan Blaz, o mais provável é que ela tenha sido atingida por um disparo de arma de longo alcance.

*Patrick Andrade da Silva, o PT, nasceu em Duque de Caxias, e completou 22 anos no último dia 4. Segundo a Polícia Civil, ele tinha uma passagem pela delegacia, em 2021, por suspeita de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

*Geovane Ribeiro dos Anjos, conhecido por “ Pinguim Ou Do Gelo”, de 27 anos, teve três passagens pela polícia. Em 2014, foi preso suspeito de tráfico de drogas e associação criminosa. Três anos depois, em 2017, outra prisão por suspeita de tráfico de drogas. Já em 2018, Geovane foi detido por suspeita de ofender a integridade corporal ou a saúde de outra pessoa, além de resistência à prisão e tráfico de drogas.

*Maycon Douglas Alves Ferreira da Silva, conhecido por “Maiquim”, de 29 anos, teve quatro passagens pela polícia. Em 2019, foi preso em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa. Maycon acabou condenado em junho de 2021 à pena de 6 anos e três meses de reclusão em regime fechado.

*Marcelo da Costa Vieira, de 33 anos, tinha três passagens pela polícia e era morador de Petrópolis, na Região Serrana.

*Sebastião Teixeira dos Santos, 40 anos, morto em confronto, segundo a PM

*Carlos Henrique Pacheco da Silva, 23 anos, morto em confronto, segundo a PM

*Leonardo dos Santos Mendonça, 29 anos, morto em confronto, segundo a PM

*André Luiz Filho (Sdq), morto em confronto, segundo a PM

*Nascido no Amazonas, Roque De Castro Pinto Junior, foi morto em confronto, segundo a PM

*Izaias Victor Marques Nóbrega, de 22 anos

*Anderson Souza Lopes, de 18 anos

*Diego Leal de Souza, de 32 anos

*Nathan Weneck Borges Lopes, de 20 anos

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS