Foto: Ale Cabral/CPB
Foto: Ale Cabral/CPB

Brasil assume o terceiro lugar geral no Mundial de natação paralímpica

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em dia com quatro ouros, o Brasil conquistou 13 medalhas e assumiu o terceiro lugar do quadro de medalhas do Mundial de natação paralímpica que é disputado no Complexo de Piscinas Olímpicas de Funchal, na Ilha da Madeira (Portugal).

Nesta quarta-feira, 15, a delegação brasileira teve uma performance de grande destaque, na qual sobressaíram os ouros alcançados por Maria Carolina Santiago, nos 100 metros peito da classe S12 (deficiência visual), Gabriel Araújo, nos 200 metros livre (S2), Maria Gesteira, nos 100 metros livre (S9), e pela equipe do revezamento 4×100 metros medley 49 pontos, para atletas com deficiência visual, com Carol Santiago (S12), Lucilene Sousa (S12), José Luís Perdigão (S12) e Guilherme Batista (S12).

CONTINUE LENDO...

Com as conquistas desta quarta o Brasil chegou ao total de 36 na competição (11 ouros, oito pratas e 17 bronzes). Assim, a equipe brasileira assumiu a terceira posição geral do quadro de medalhas, atrás da líder Itália (16 ouros, 11 pratas e 10 bronzes) e dos EUA (14 ouros, três pratas e três bronzes).

Um destaque da equipe brasileira foi Gabriel Araújo, o Gabrielzinho, que quebrou o recorde da competição nos 200 metros livre da classe S2 com o tempo de 3min59s06: “Foi a prova perfeita, fiz mais do que esperava fazer. Esse tempo que eu fiz era uma meta para longo prazo, nadar abaixo de 4min era só para o ano que vem, estou ficando mais rápido a cada dia que passa”.

Fonte: Agência Brasil

VER MAIS

VER MAIS