Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Estudante de Santarém representa o Pará no ‘Jovem Senador 2022’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Até o dia 1º de julho, 27 estudantes da rede pública de cada estado brasileiro e do Distrito Federal terão a oportunidade de vivenciar o cotidiano do processo legislativo no Senado Federal, em Brasília (DF). A iniciativa se trata do programa Jovem Senador que, por dois anos, ficou suspenso devido a pandemia da Covid-19 e retomou oficialmente suas atividades nesta segunda-feira, 27.

A missão de representar o estado do Pará ficou com a aluna Domingas Pereira, de 17 anos, que frequenta a Escola Estadual Antônio Figueira, localizada no distrito de Lago Grande do Curuai, área rural do município de Santarém. A escolha foi por meio de uma redação dissertativa que abordou a temática “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”. 

CONTINUE LENDO...

“Não sabia do tamanho que era o programa, o qual conheci de fato este ano, e já de cara dei tudo de mim na redação que me classificou para estar aqui, neste momento, porque acreditei que seria uma grande oportunidade para o meu crescimento. Quando recebi a notícia de que iria representar o estado do Pará, foi uma felicidade enorme, um sonho que jamais pensei que se tornaria realidade e estou ansiosa para o início das atividades legislativas”, ressaltou a jovem senadora do Pará.

A estudante disse, ainda, que está sendo fantástico vivenciar novas experiências e que vai apresentar um pouco da cultura paraense, em Brasília, durante as sessões e debates com seus colegas parlamentares. “Ter o contato com pessoas de outros estados, com culturas diferentes, é algo maravilhoso. Ainda não tive contato direto com todos, mas já conversei com alguns jovens senadores e vamos propor várias ações que possam melhorar a vida da população. Desde já, convido todos os alunos para que se inscrevam no “Jovem Senador 2023” e tenho certeza que não irão se arrepender, porque é algo realmente único”, complementou Domingas Pereira. 

Protagonismo

Durante cinco dias, os jovens senadores têm a oportunidade de debater, argumentar e negociar politicamente em busca de consenso nas propostas que apresentam, as quais podem virar leis, caso sejam aprovadas pela Comissão de Direitos Humanos (CDH). Além dos alunos, os professores-orientadores, como é o caso de Luciana Gama, também participam da Semana de Vivência Legislativa, com todas as despesas pagas e cada jovem senador vai ganhar um notebook como premiação e outras condecorações do Senado Federal.

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, “é muito satisfatório para nossa rede ter uma aluna da área rural de Santarém, representando o Pará, no Jovem Senador. Desejamos que seja uma viagem que amplie o seu conhecimento, tenho certeza do excelente desempenho que terá e tudo isso nos faz refletir sobre a qualidade da nossa educação, a qual se faz presente para alunos não só nas cidades, mas também para quem reside nas comunidades. Muito feliz com essa oportunidade de uma aluna nossa, do interior, poder ir à capital federal representar cerca de 600 mil alunos da rede pública estadual”, destacou.

O programa Jovem Senador, no Pará, é coordenado pelos professores da Seduc, Hilda Cunha e John Charles Torres, que detalharam a importância desta atividade para o desenvolvimento dos alunos. “O primeiro está voltado para o exercício do protagonismo juvenil, que hoje, é a mola mestra do Novo Ensino Médio. Através do “Jovem Senador”, o aluno da escola pública pode exercer esse protagonismo, ele pode sair de um estado de invisibilidade. Portanto, tudo isso possibilita ao aluno sair dessa condição, permitindo que tenha voz ativa dentro da sua escola, da sua comunidade e na sociedade”, afirmaram os dirigentes.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS