Reprodução
Reprodução

Torcida do Atlético-MG homenageia menina butalmente assassinada

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Durante o confronto entre Atlético-MG e Palmeiras, nesta quarta-feira, 3, os torcedores atleticanos homenagearam a pequena torcedora do galo, Bárbara Vitória, de 10 anos, que foi brutalmente assassinada neste domingo, 31, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Com a bola rolando, pelo jogo de ida das quarta de final da Copa Libertadores da América, aos 10 minutos, a torcida atleticana cantou o nome a pequena torcedora, que saiu de casa pela última vez, vestindo a camisa de Ronaldinho Gaúcho, quando jogava no seu time do coração.

CONTINUE LENDO...

Bárbara desapareceu após sair para comprar pão na tarde do domingo, e só foi encontrada na terça-feira, 2, a menos de um quilômetro de sua residência em um matagal. A menina foi encontrada sem vida com a boca e as mãos amarradas. Bárbara foi encontrada sem calça, com a boca e os braços amarrados. O suspeito do crime, Paulo Sérgio de Oliveira, de 50 anos, que foi reconhecido pelas filmagens, seguindo Bárbara no caminho de volta pra casa, foi interrogado na última segunda-feira, 1, e, posteriormente liberado.

Na casa do suspeito foi encontrado um saco de pão semelhante ao que a vítima havia comprado. Na tarde desta quarta-feira, 3, ele foi encontrado morto enforcado. A causa do óbito ainda não foi revelada, mas a primeira hipótese é de suicídio.

VER MAIS

VER MAIS